JOÃO LOY– CV Resumido

IDIOMAS

Português, Espanhol e Francês

 

FORMAÇÃO ACADÉMICA

Mestre em Práticas Culturais para Municípios pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

TELEVISÃO

2014 - “Jardins Proibidos”, participação - Plural/TVI

2014 - “Mulheres”, participação - Plural/TVI

2013 - “I Love It”, participação – Plural/TVI

2013 - “Sol de Inverno”, participação – SP/SIC

2012 - “Louco Amor”, participação – Plural/TVI

2012 - “Dancing Days” participação- Plural/TVI

2012 - “Doce Tentação” - Plural/TVI

2011 - “Morangos com Açúcar – Vive o teu Verão” - Plural/TVI

2011 - “Laços de Sangue – SPTelevisão /SIC

2009/10 – “Conta-me Como Foi” - SPTelevisão /RTP

2008 - “Liberdade 21”- SPTelevisão /RTP

2008 -“Rebelde Way”- SPTelevisão /SIC

2007/8 - Conta-me Como Foi” -  SPTelevisão /RTP

2007 - “Chiquititas” - SPTelevisão /SIC

2007 - “ Deixa-me Amar”- Plural/TVI

2007 - “Doce Fugitiva”- Plural/TVI

2006 - “Camilo em Sarilhos” Série RTP

2006 - “Floribela” - SPTelevisão /SIC

2006 - “Câmara Café” RTP1

2005 - “Max” - Plural/TVI

2000 - “Jornalistas” RTP

1995 - “Nico d' Obra” RTP

1994 - “Desencontros” RTP.

1992/3 - “Cinzas” RTP

1992 - “Soluna” (RTP), peça de teatro de Miguel Angel Asturias com realização de Fernando Midões.

1990 - “O Cacilheiro do Amor” RTP

 

CINEMA

2010 - “O Camaleão” – Curta-metragem

2007 - “ Corrupção “de João Botelho.

1994 - “O Sonho do Rei”, de Walter Avancini.

 

TEATRO

2014 - Interpretação, “Palavras de Fado”, CD de poesia e fado

2014 - Interpretação, “Voz”, espectáculo de palavra dita e cantada com Paulo de Carvalho.

2013 - Encenação e Interpretação, “Sim, Senhor poeta ... eu digo!”, Teatro Rápido e Teatro Nacional D.Maria II

2011 - Encenação e Interpretação “CA®GA NISSO” espectáculo de poesia, no Cinema City Alvalade

2010 – Encenação e Interpretação “Velhos?!...Velhos, são os Trapos”, espectáculo de poesia  - Cinema City Alvalade

2008 - Encenação e Interpretação “Os poetas de que eu gosto – espectáculo de poesia - Cinema City Alvalade

2006 - Encenou “As Vedetas” de Lucien Lambert - Teatro Há-de-ver.

2005 - Encenou  “Navalha na Carne”, da autoria de Plínio Marcos, com adaptação de Francisco Nicholson - Teatro Há-de-ver e no Teatro Rivoli,

2004 - Adaptação e encenação “Vida Breve, a partir da peça de Bernardo Santareno “A Vida Breve em três fotografias” no Teatro Há-de-ver.

2003 - Produção da comédia “Não venhas atrás de mim!...,” texto de Mara Carvalho e encenação de Fernando Gomes,  no teatro Há-de-ver,

2003 - Actor e encenador da peça ”O Imaginário de Chagall”, a partir dos textos de Chagall, para Fundação Eugénio d’ Almeida .

2003 - Encenou e escreveu a peça “Rir e Cantar Connosco” - teatro Há-de-ver.

2002 - “Ficava Tão Bem Naquele Canto da Sala”, de Carlos Alberto Machado, com encenação de João Ricardo

2002 - Criação e interpretação da peça “Improvisos sobre Fado e Poesia”, Genebra e em Mafra.

2002 - “Os Lusíadas”, com encenação de Norberto Barroca, em encenação pelo país.

2001 - “Episódios da Vida Romântica”, a partir de “Os Maias” de Eça de Queirós, com textos e encenação de Norberto Barroca (continua desde então em digressão nacional).

2000 - “Mestre Gil”, com encenação de João Ricardo (continua desde então em digressão nacional).

1999 - “Fêne-Cá-Ló” (ciclo de peças para quatro actores), de Ernesto Leal,noTeatro da Trindade, em Lisboa.

1999 - Encenou a peça “Wolliood” em Lisboa, de António Melo, no Teatro da Trindade, em Lisboa. 1999 - Produziu e encenou a peça “Frei Luís e outras coisas” adaptação de textos e encenação de José Carretas (continua desde então em digressão nacional)..

1998 - Produziu, encenou e interpretou a peça “Falar Português”, a partir de textos dos grandes autores portugueses, sobre a importância da leitura (continua desde então em digressão nacional).

1998 - Encenou a peça “Mar quero que me respondas...,” - para o Pavilhão de Portugal na Expo’98 e produzido pelo Instituto Camões sobre Poesia Lusófona

1997 – Interpretação “Vieira, a Voz Visível”, de Carlos Pimenta e produzido pela Comissão dos Descobrimentos (continua desde então em digressão nacional).

1996/97 - Produziu e interpretou a peça “ Tempo de Mercadoria” com texto e encenação de Norberto Barroca sobre os Descobrimentos Portugueses..

1995 - “Ao que nós Chegámos” - comédia com encenação de Varela Silva), no Parque Mayer.

1994 - “Os Músicos de Bremen”, (peça infantil), no Teatro Papa-Léguas, em Lisboa.

1994 - “ Trophea”, comédia de Torres Naharro, no Teatro do Noroeste, encenação de José Martins, em Viana Castelo.

 

SKILLS

Danças de Salão, Dobragens, Hipismo e Canto